terça-feira, 30 de abril de 2013

Perfil: Cazuza


Considerado um dos maiores compositores da música brasileira, Cazuza, apelido de Agenor de Miranda Araújo Neto, foi um dos maiores sucessos do Rock Brasileiro na década de 80 tanto quando estava a frente do Barão Vermelho (banda que ajudou a fundar e da qual foi o primeiro vocalista) como também ao seguir carreira solo.
Dono de um temperamento difícil e de opiniões fortes, muita gente não imaginava que o maior abandonado tinha uma sensibilidade tão grande para compor, fato que ficou comprovado em várias músicas maravilhosas que ele compôs, como Codinome Beija-Flor, que apesar de contar a história de um termino de relacionamento conseguiu fazer isso sem usar palavras agressivas.
Além dessa música, outras fizeram com que Cazuza se tornasse um cantor inesquecível, como Ideologia, Pro dia nascer feliz, O tempo não para, Exagerado, Todo amor que houver nessa vida, Bete Balanço e outras canções tão importantes na história da nossa música.
Apesar de todo o talento que Cazuza tinha, ele infelizmente pertence aquele grupo da música no qual estão muitos dos nossos melhores artistas, que é o dos cantores, compositores e artistas em geral que morreram jovens, no auge da carreira. No caso do eterno exagerado, ele morreu em julho de 1990, aos 32 anos.   



Na Minha Estante: Certas Coisas


Composta por Lulu Santos e Nelson Motta, essa linda música foi lançada em 1984, no LP Tudo Azul. Com uma melodia leve e que traz sensação de tranquilidade a quem ouve (e que na minha opinião é uma das músicas do Lulu que tem a melodia mais bonita), Certas Coisas é uma canção  que fala de um amor puro e platônico.



segunda-feira, 29 de abril de 2013

Revivendo a Trilha: Assim Caminha a Humanidade


Composta por Lulu Santos, essa é uma das músicas mais famosas do cantor pelo fato de ter sido o primeiro tema de abertura do seriado Malhação, permanecendo nesse posto de 1995 a 1999.
Apesar de ter se tornado um sucesso principalmente por conta da novela, a música na verdade foi lançada em 1994, no CD Assim Caminha a Humanidade.







domingo, 28 de abril de 2013

Anos Dourados volta à grade do Viva


Por conta do aniversário de 3 anos do Viva, o canal traz de volta a partir dessa semana alguns programas que marcaram época na Rede Globo. Um deles é a minissérie Anos Dourados, que apesar de não ter assistido quando foi exibida originalmente, em 1986, considero uma das melhores minisséries já exibidas no Brasil.
Em 20 capítulos, Gilberto Braga conseguiu mostrar a doçura, a inocência e o lado sombrio da década de 1950 no Brasil por meio não só dos protagonistas como também dos personagens secundários, que transformaram a belíssima Anos Dourados em um marco da teledramaturgia brasileira.
Além do show de interpretação de atores como Malu Mader, Betty Faria, Claudio Correa e Castro e a grande Yara Amaral (essa atriz era dona de um olhar tão profundo que, ao mesmo tempo em que dá medo, também me faz lamentar o fato de eu nunca ter visto uma atuação sua enquanto era viva, pois morreu quase 3 anos antes de eu nascer), a minissérie tem uma trilha sonora impecável. Porque afinal de contas, o que esperar das músicas de uma minissérie cujo tema de abertura é uma canção de Tom Jobim e Chico Buarque, não é mesmo?
Para quem quiser rever ou conhecer essa minissérie maravilhosa, a reprise de Anos Dourados começa amanhã e irá ao ar de segunda à sexta, às 23h15, no Viva.


Momento Globo de Ouro: A Cura


No próximo sábado, dia 4 de maio, um dos cantores que mais emplacou sucessos na música brasileira completa 60 anos: Lulu Santos!
E para homenagear esse grande sucesso de hoje e sempre, essa semana todas as colunas do Vitrine MPB serão embaladas pelos sucessos do cantor.
Para começar a Semana Lulu Santos, a música de hoje é um grande sucesso da década de 1980, que sempre aparece nas reprises do Globo de Ouro, A Cura. Composta pelo próprio Lulu, a música foi lançada no LP Toda Forma de Amor, em 1988.


sexta-feira, 26 de abril de 2013

Dica de Quinta: Contigo em la distancia


Composta por Cesar Portillo de La Luz, Contigo em la distancia foi gravada por Caetano em 1994, para o CD Fina Estampa. Esse ano, a música fez parte da trilha sonora do remake de Guerra dos Sexos, cujo último capítulo foi ao ar hoje.







quarta-feira, 24 de abril de 2013

Na Minha Estante: Quem sabe isso quer dizer amor




Composta por Milton Nascimento e Lô Borges, a música foi lançada por Milton Nascimento no álbum Pietá, em 2002.


Revivendo a Trilha: Somente o sol


Versão feita por Dudu Falcão da música I'm Not In Love, composta por Graham Gouldman e Eric Stewart, Somente o Sol foi lançada por Deborah Blando como tema de abertura da novela Corpo Dourado, exibida pela Rede Globo em 1998. No mesmo ano, foi lançado pela cantora no CD Deborah Blando




domingo, 21 de abril de 2013

Patrícia Pillar apresenta nova temporada do Som Brasil



Depois de 4 meses sem uma edição inédita, a nova temporada do Som Brasil estreia essa semana trazendo de volta a primeira apresentadora desta fase do programa, que voltou à grade da Rede Globo em 2007 (O Som Brasil estreou na emissora em 1981, mas ficou alguns anos fora do ar durante o fim da década de 1990 e da década de 2000).
O primeiro episódio da nova temporada do programa irá homenagear o Samba malandro e contará com a presença de Sergio Loroza, Diogo Nogueira, Aline Calixto e Flávia Menezes. O Som Brasil vai ao ar na sexta, dia 26, logo após o Programa do Jô.