quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Coluna Anos Dourados: I’ll be there for you


Composta por David Crane, Marta Kauffman, Michael Skloff, Allee Willis, Phil Sōlem e Danny Wilde, a música foi gravada pelo grupo The Rembrandts e usada como tema de abertura da mundialmente conhecida série Friends, que foi ao ar originalmente de 1994 a 2004 nos Estados Unidos.
Em 1995, I’ll be there for you fez parte do álbum LP da banda The Rembrandts, sendo a música mais famosa da carreira deles.



terça-feira, 30 de outubro de 2012

Na Minha Estante: Cabide



Composta por Ana Carolina para Mart’nália, esse samba do álbum Menino do Rio, lançado por Mart’nália em 2006. No ano seguinte, a música fez parte da trilha sonora da novela Paraíso Tropical. No mesmo ano, Cabide fez parte também do CD Multishow ao Vivo: Dois Quartos, de Ana Carolina.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Perfil: Milton Nascimento


Considerado um dos melhores compositores da história da Música Popular Brasileira, Milton Nascimento ficou nacionalmente conhecido ao classificar uma de suas músicas mais famosas até hoje, Travessia, composta em parceria com Fernando Brant, em 2° lugar no Festival Internacional da Canção de 1967.
Entretanto, sua carreira começou bem antes disso, pois desde os treze anos já apresentava em festas e bailes da cidade de Três Pontas, onde vivia desde os dois anos (apesar de ser mineiro de coração, na verdade ele nasceu no Rio de Janeiro). Em 1962, gravou sua primeira música, Barulho de Trem e dois anos depois, mudou-se para Belo Horizonte para ingressar na Faculdade de Economia e continuou tocando em bares e clubes da capital mineira, sendo nessa época que ele conheceu os irmãos Borges (Marilton, Márcio e Lô). Depois desse encontro, a MPB nunca mais foi a mesma.
Dessa amizade com os irmãos Borges, em parceria com outros fãs das bandas internacionais The Platters e The Beatles, como Tavinho Moura, Beto Guedes, Fernando Brant e Flávio Venturini, anos depois nasceram composições que ficaram marcadas para sempre na história da MPB, como O trem azul, Tudo o que você podia ser, Cravo e Canela, Um girassol da cor do seu cabelo e Nada será como antes, todas elas registradas em um dos melhores LPs que o mercado fonográfico brasileiro já viu: Clube da Esquina, lançado em 1972.
Outra forte amizade que seria decisivo para que Milton Nascimento se transformasse no grande nome que é hoje foi a que ele teve com Elis Regina, que praticamente o lançou para o mundo ao gravar uma de suas composições, Canção do Sal, em 1966. Aliás, o nosso mestre Bituca já disse em várias entrevistas que desde essa gravação, todas as músicas que ele compôs foram pensando na pimentinha, que segundo ele foi o grande amor de sua vida. Além da Canção do Sal, Elis gravou várias outras canções dele, sendo Milton um dos compositores  quais ela mais gravou em toda a sua carreira. Entre as músicas de Bituca que Elis Regina gravou estão Maria Maria, Para Lennon e McCartney, Ponta de Areia, Conversando no Bar, Travessia, Morro Velho, Menino, Cais, Nada será como antes, O que foi feito devera e várias outras músicas que foram imortalizadas na voz da pimentinha.
Curiosamente, os papéis se inverteram quando anos depois, ele foi o responsável pelo lançamento da carreira de cantora da filha caçula de Elis, Maria Rita, que participou de três faixas do álbum lançado por ele em 2002, Pietá.
Além de todas as músicas já citadas como sucessos na voz de Elis  Regina, outras músicas de Milton Nascimento que fizeram grande sucesso foram Nos Bailes da Vida, Coração de Estudante, Canção da América, Fé Cega, Faca Amolada, Encontros e Despedidas e Quem sabe isso quer dizer amor.

Revivendo a Trilha: Midnight Bottle


Composta por Colbie Caillat, a música, que foi lançada no primeiro CD da cantora, Coco, de 2007. No ano seguinte, ela fez parte da trilha sonora da novela Três Irmãs, tornando-se assim o segundo single do álbum a ser lançado no Brasil.

Professores criam vídeos para ensinar gramática

Compreender a Gramática da Língua Portuguesa muitas vezes é uma tarefa árdua, mas um método criativo de aprendizagem pode fazer toda a diferença. E foi pensando numa forma de facilitar o entendimento de uma disciplina que muitas vezes é temida por boa parte dos alunos, que os professores de Português Jorge Paulo Neto, Maria Luiza Barros e a repórter fotográfica Cida Melo criaram, há cerca de dois anos, o Projeto Linguarudos, que é uma série de vídeos.      
Para Malu, a junção do lúdico na hora de dar dicas
gramaticais ajuda a pessoa a memorizar melhor.   
De acordo com uma das integrantes do projeto, a professora e advogada Maria Luiza Barros (mais conhecida pelos alunos como Malu), essa série de vídeos com dicas gramaticais visa facilitar a aprendizagem da estrutura e o uso da nossa língua para pessoas de todas as idades. Para ela, o aproveitamento das mídias (principalmente da internet) é importante para que as pessoas possam assimilar melhor a Língua Portuguesa e sanar as dúvidas com mais facilidade. “Estudar gramática, literatura, fazer estudos da linguagem parece ser maçante para alguns alunos”, afirmou.
Aliás, essa aliança com a internet rendeu bons frutos ao Projeto Linguarudos, pois o primeiro de uma série de vídeos estrelados por Neto e Malu alcançou mais de 100 mil visualizações no Youtube.
Entretanto, o projeto não se resume somente a web, pois além dela, as regras e os exemplos ensinados pelos Linguarudos podem ser encontrados em livros e cursos. Em um dos cursos ministrados pelo Professor Neto, o “Nova Ortografia sem mistérios”, são apresentadas as principais mudanças trazidas pelo Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, (cujas regras entrarão em vigor oficialmente em janeiro de 2013) por meio de música, dança, ginástica e exemplos envolvendo situações corriqueiras do cotidiano.
Além disso, há planos de mais lançamentos do projeto em breve, pois começaram recentemente as gravações do clipe “Mude Sua Ideia”, dirigido pelo próprio professor e que contou com a participação do grupo Play Vinil. 

Veja alguns vídeos do Projeto Linguarudos:




domingo, 28 de outubro de 2012

Momento Globo de Ouro: O amor e o poder


Versão brasileira da música The power of Love, composta e interpretada por Jennifer Rush, O amor e o poder foi o grande sucesso da carreira de Rosana Fiengo (também conhecida como Rosanah ou simplesmente Rosana), uma das cantoras mais lembradas até hoje quando o assunto é música da década de 1980.
A música, que fez parte do repertório do LP Coração Selvagem, que foi lançado por Rosana em 1987, fez parte da trilha sonora da novela Mandala, exibida pela Rede Globo no mesmo ano.

sábado, 27 de outubro de 2012

Crítica da Semana: The Voice Brasil



Versão brasileira do show de talentos The Voice of Holland, o programa apresentado por Tiago Leifert, que estreou nas tardes de domingo da Rede Globo no dia 23 de setembro, tem alcançado bons índices de audiência em um horário que é considerado um dos piores da televisão.
Apesar de ter um formato bem diferente do que estamos acostumados, principalmente pelo fato de os jurados terem selecionado quais candidatos avançariam para a segunda fase apenas por suas vozes, pois estavam de costas para eles, a verdade é que o The Voice lembra bastante o Fama (que a Globo exibiu entre 2002 e 2005, especialmente na fase que está indo ao ar agora, na qual os cantores competem cantando em dueto) e também traz algumas lembranças do Popstars, exibido pelo SBT em 2002.
Entretanto, mesmo sendo um sucesso, o The Voice Brasil já esteve no centro de algumas polêmicas. A primeira delas envolve os jurados escolhidos para o programa (Cláudia Leitte, Carlinhos Brown, Daniel e Lulu Santos). Pelo fato de Daniel e Cláudia Leitte não terem exatamente a mesma qualidade musical do que os outros dois (principalmente por uma ser cantora de axé e o outro de um sertanejo meio romântico), a escolha deles para o posto de jurados desagradou alguns telespectadores, que acreditam que existem outros cantores muito melhores para exercer essa função.
Outro motivo de polêmica foi a eliminação de um participante indígena. Pelo fato de os jurados terem ser arrependido ao se depararem com ele e posteriormente ter ocorrido uma campanha para que se desse mais uma chance a ele, A revista Veja insinuou que estavam tentando criar cotas no programa.
Mesmo com esses pontos polêmicos, o programa foi um grande acerto da Rede Globo, pois além de trazer um programa com formato diferente do que se apresenta hoje na televisão brasileira, é muito importante que se dê espaço para aqueles que estão tentando um lugar ao sol, pois parafraseando a canção Imagem, interpretada por Elis Regina, “É preciso cantar o que é nosso!”.
Para quem quiser acompanhar o programa The Voice Brasil, ele vai ao ar aos domingos, depois da Temperatura Máxima.   

Semana Milton Nascimento: Encontros e Despedidas


Durante essa semana tão especial, os posts dessa série trouxeram músicas que são conhecidas de longa data não só na voz do próprio Milton Nascimento como também de outros cantores importantes na história da MPB, como Chico Buarque e Elis Regina.
Para o post de encerramento da Semana Milton Nascimento, eu escolhi uma música que é importante tanto na carreira do Bituca quanto de Maria Rita, uma vez que ela própria já declarou que a amizade dele foi uma das heranças que Elis lhe deixou.
Composta por Milton Nascimento e Fernando Brant, Encontros e Despedidas foi lançada por Milton no LP que leva o mesmo nome da música, em 1985, sendo regravada por Maria Rita em 2003 e escolhida para tema de abertura da novela Senhora do Destino, exibida pela Rede Globo em 2004.
O motivo pelo qual essa música é importante tanto para a cantora quanto para o compositor é que, além de esse ter sido o primeiro tema de abertura da carreira de Maria Rita, Encontros e Despedidas foi praticamente um “reencontro” dos dois, uma vez que foi Milton quem a lançou na carreira de cantora que havia adiado por tanto tempo, ao convidá-la para participar de seu CD Pietá, lançado em 2002.       



Milton Nascimento é o homenageado do Som Brasil

Milton Nascimento no 'Som Brasil' (Foto: TV Globo / Renato Rocha Miranda)


Na semana em que Milton Nascimento completou 70 anos, o Canal Viva levará ao ar o Som Brasil que o homenageou. Exibido originalmente em 15 de junho de 2007, o programa apresentado por Patrícia Pilar contou com a presença do grupo Cordel do Fogo Encantado, das cantoras Marina Machado, Mariana Baltar e Shirle de Moraes e do próprio Bituca (Apelido de Milton Nascimento).  
Entre as músicas apresentadas no especial estão verdadeiros clássicos da Música Popular Brasileira, como Cais, Canção da América, Nada Será como Antes, Nos bailes da vida, Maria, Maria, Travessia e Fé Cega, Faca Amolada.
O Som Brasil vai ao ar hoje, à meia-noite, e será reprisado amanhã, às 19h, no Viva.  

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Repeteco: O amor é real

Interpretada por Daniela Luján, a música é o tema de abertura da novela Gotinha de Amor no Brasil, cuja reprise está indo ao ar no SBT desde setembro. 

Semana Milton Nascimento: Ponta de areia


No dia do aniversário do Bituca, nada mais justo que a música escolhida para o post fosse especial, e foi por isso que eu escolhi Ponta de Areia, pois além de carregar uma história por trás de sua letra, é uma música que ganhou belas interpretações, tanto de Elis quanto de Milton.
Composta por Milton Nascimento e Fernando Brant, essa música, foi inspirada na estrada ferroviária Ponta de Areia, que era o marco inicial da estrada que ligava o sul da Bahia ao nordeste de Minas Gerais.  
Gravada originalmente em 1974 para o LP Elis, de Elis Regina, Ponta de Areia foi gravada pelo próprio Milton Nascimento no ano seguinte, fazendo parte então do repertório do LP Minas. Nessa época, a estação e a ferrovia já não funcionavam mais, pois foram desativadas em 1966. Alguns anos depois, o prefeito da cidade de Caravelas tinha o desejo de transformar o lugar em uma praça, mas como a música de Milton Nascimento e Fernando Brant poderia causar o tombamento da velha estação, ele acabou abandonando não só seu projeto como também a estação, que transformou-se apenas em ruínas.
A música foi interpretada por Elis Regina em sua histórica apresentação na noite brasileira do Festival de Jazz de Montreux, na Suiça, em julho de 1979.

Além da interpretação de Ponta de Areia feita no Festival de Jazz de Montreux, o vídeo abaixo mostra depoimentos de Elis Regina e Milton Nascimento.


Filme sobre Luiz Gonzaga estreia hoje


No ano em que completa-se 100 anos do nascimento (mais precisamente no mês de dezembro) de Luiz Gonzaga, o eterno “Rei do Baião”, chega aos cinemas o filme Gonzaga - De pai para filho.
Dirigido por Breno Silveira, o filme conta não só a vida do Gonzagão desde a infância como também mostra a difícil relação que ele tinha com o filho, tendo como base vídeos, fotos e trechos de uma fita, na qual pai e filho conversam como se estivessem em uma entrevista.
O filme Gonzaga – De pai para filho estará em cartaz a partir de hoje, em vários horários e cinemas do país.  

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Semana Milton Nascimento: O que será



Composta por Chico Buarque, O que será (Á Flor da Pele) fez parte do LP Geraes, lançado por Milton Nascimento em 1976.

Dica de Quinta: Tempos Modernos


Composta por Lulu Santos, essa música foi a faixa-título do primeiro LP do cantor e compositor, lançado em 1982. Além de Tempos Modernos, que se tornou um dos grandes sucessos da carreira de Lulu, esse LP trouxe outra música que também ficou muito famosa: De repente Califórnia, composta em parceria com Nelson Motta.



Viva exibe mais um Cassino do Chacrinha mensal


Chacrinha e Paulo Cesar Grande (Foto: reprodução/TV Globo)
No próximo sábado, dia 27, vai ao ar no Viva mais um programa do Velho Guerreiro, que foi exibido durante a década de 1980 nas tardes de sábado da Rede Globo.
Exibido originalmente em 1987, esse episódio contou com a participação de Rosana, Ultraje a Rigor, o ator Paulo César Grande, Os Paralamas do Sucesso, Jairzinho e Simony e Lobão.
O programa Cassino do Chacrinha vai ao ar no sábado, às 13h e será reprisado no domingo, às 15h50, no Viva. 

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Semana Milton Nascimento: Tudo o que você podia ser


Composta pelos irmãos Márcio e Lô Borges, essa música, que ficou bastante conhecida na voz de Milton Nascimento, fez parte do repertório do LP Clube da Esquina, que completou 40 anos de seu lançamento neste ano.


Coluna Anos Dourados: Sítio do Picapau Amarelo

Composta por Gilberto Gil, a música que leva o mesmo nome do livro de Monteiro Lobato foi o tema de abertura da primeira versão do seriado baseado na obra do escritor que a Globo produziu entre 1977 e 1986 (antes disso, já haviam sido feitas outras três versões do Sítio, que foram exibidas por TV Cultura, Tupi e Bandeirantes). Aliás, em 1979 a Unesco elegeu o Sítio como um dos melhores programas infantis do mundo.
Em 2001, a Globo produziu mais uma versão do seriado, que contou com o mesmo tema de abertura e com basicamente os mesmos personagens e algumas histórias que não estão no livro de Monteiro Lobato. Apesar de ter ficado durante 6 anos no ar, essa versão do Sítio não chegou nem perto de fazer o sucesso daquele que foi exibido durante as décadas de 1970 e 1980, a quem os fãs chamam até hoje de Sítio Clássico.  




terça-feira, 23 de outubro de 2012

Semana Milton Nascimento: Para Lennon e McCartney


Apesar de ter ficado famosa na voz de Milton Nascimento, sendo gravada posteriormente por Elis Regina, essa música não é de autoria do Bituca (apelido pelo qual Milton também é conhecido).
Composta no fim da década de 1960 por Fernando Brant e os irmãos Márcio e Lô Borges, a música é uma clara homenagem aos eternos garotos de Liverpool John Lennon e Paul McCartney, que entraram para a história da música mundial ao fazerem parte da banda britânica de rock The Beatles. A música foi gravada no LP Milton, lançado por ele em 1970. 




Na Minha Estante: A banda



Composta por Chico Buarque, essa música, que foi lançada no primeiro LP do cantor, travou uma verdadeira batalha ao concorrer na final do II Festival de Música Popular Brasileira da TV Record com outra música que também ficou bastante famosa naquela época, Disparada, composta por Geraldo Vandré e interpretada por Jair Rodrigues no Festival.
A Banda, que foi interpretada por Chico Buarque e Nara Leão, ganhou o Festival juntamente com Disparada, pois de acordo com o que Zuza Homem de Melo conta em seu livro “A era dos festivais”, Chico Buarque garantiu que recusaria o prêmio se ele fosse dado somente à sua música, pois reconhecia não só que a qualidade da música de Vandré era superior como também o nítido contexto político que envolvia a letra.
Por conta do ar quase infantil que a música possui e que já estava praticamente perdido na década de 1960, pois na época desse Festival a Ditadura Militar já havia se instalado de vez no Brasil, A banda, por trazer aquele sentimento de volta por pelo menos alguns momentos, caiu nas graças do público de tal forma que entrou para a história dos maiores sucessos de festivais, tanto que é lembrada até hoje.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Semana Milton Nascimento: Canção da América


Composta por Fernando Brant e Milton Nascimento, essa música, que se tornou um verdadeiro hino das amizades fez parte do repertório do LP Sentinela, lançado por Milton Nascimento em 1980.


Revivendo a Trilha: Remexe


A música de hoje foi uma das que mais marcaram as crianças da década 1990, pois ela foi durante duas temporadas o tema de abertura da versão brasileira da novela Chiquititas, que foi ao ar entre 1997 e 2001.  
Com várias músicas lembradas até hoje pelos fãs dessa, que foi uma das melhores novelas que o SBT já exibiu em seus mais de 30 anos de existência, chega a ser até injusto escolher apenas uma música de Chiquititas (e pra mim é mais difícil ainda, pois assisti as 5 temporadas da novela e me lembro de praticamente todas as músicas), mas prometo que se o SBT realmente fizer um remake dessa novela no ano que vem eu faço uma Semana Chiquititas aqui no blog.  

domingo, 21 de outubro de 2012

Semana Milton Nascimento: Coração de Estudante



Durante essa semana, postarei a Semana Milton Nascimento aqui no blog, pois na próxima sexta-feira, 26, esse, que é um dos melhores compositores da história da música popular brasileira completará 70 anos. 
Composta por Milton Nascimento e Wagner Tiso, Coração de Estudante, que foi lançada no LP Ao Vivo, de 1983, era a canção preferida do Presidente Tancredo Neves. Ele gostava tanto dessa música que ela foi exaustivamente executada durante os momentos seguintes ao falecimento do ex-político, que teria sido o primeiro Presidente do Brasil democrático após mais de 20 anos de Ditadura Militar se não se tivesse morrido antes de tomar posse da Presidência da República. 



Momento Globo de Ouro: Bye Bye


Sucesso na voz de Byafra (que naquela época ainda era conhecido como Biafra), a música fez parte do LP Esfinge, lançado pelo cantor em 1989.

sábado, 20 de outubro de 2012

Crítica da Semana: Te deixas louca? Pois é, a mim também


Ontem, foi lançado o clipe do mais novo single de Maria Rita, Me deixas louca, e que literalmente “Me deixou louca” (desculpem o trocadilho). A música, que faz parte do CD Redescobrir, cujo lançamento é no dia 6 de novembro, foi a última gravação de Elis Regina, para a novela Brilhante, exibida pela Rede Globo em 1981.
Mais de 30 anos depois da gravação original, a música de Armando Manzanero e Paulo Coelho volta a ser interpretada, desta vez simplesmente pela filha daquela que um dia imortalizou esse bolero.
Apesar de não ser possível e até mesmo injusto comparar mãe e filha, não tem como ouvir Me deixas louca e não se lembrar de Elis Regina, ainda que se esteja ouvindo a voz de Maria Rita e não a dela (principalmente para mim, que conheço essa música há quase 10 anos e que me traz muitas lembranças). Aliás, acredito que esse seja o propósito do Projeto Viva Elis e também do CD e DVD Redescobrir: fazer com o que público veja esse trabalho não só como mais um trabalho da Maria Rita ou uma homenagem da filha para a mãe, e sim uma oportunidade de relembrar ou conhecer uma grande artista por meio da homenagem de outra grande artista.
Além disso, é muito importante destacar que essa música ficou perfeita na voz da Maria Rita porque não ficou nem sensual demais, nem fraca e muito menos uma cópia da versão da pimentinha, pelo contrário, ficou tão natural que parece que ela cantou essa música a vida inteira.   
Entretanto, só há um ponto negativo que também precisa ser destacado: a total falta de responsabilidade do site de vídeos Vevo, que ao publicar que o lançamento do clipe seria às 14h, quando na verdade era às 15h, deixou vários fãs da cantora esperando por mais de uma hora (inclusive eu). E isso sem contar o seguinte comunicado: "Quem mora na sua região não pode assistir a este vídeo. Não é que a gente não goste de você, mas os proprietários do vídeo fizeram algumas restrições. A boa notícia é que temos milhares de outros vídeos para você escolher”. Essa mensagem despertou a ira de alguns fãs, que inclusive foram reclamar na página oficial da cantora no Facebook.
Mas, apesar desse incidente, o importante é que o clipe foi lançado e ficou muito bom. E que chegue logo o dia 6 de novembro para que possamos ver e ouvir (de novo) as músicas que ficaram marcadas na voz de Elis Regina sendo mais uma vez interpretadas por Maria Rita.  

Som Brasil homenageia Moraes Moreira

Moraes Moreira participa do 'Som Brasil' (Foto: Zé Paulo Cardeal / TV Globo)


Exibido originalmente em 30 de outubro de 2009, o programa apresentado por Camila Pitanga contou com a presença de Márcia Castro, Jussara Silveira, Teresa Cristina, Rita Ribeiro, Aline Muniz, David Moreira e o próprio Moraes Moreira para interpretar grandes sucessos da carreira do cantor e compositor baiano.
Entre as músicas que foram interpretadas no programa estão Acabou Chorare, Palavras ao vento, Forró do ABC, Pão e Poesia, Lá vem o Brasil descendo a ladeira e Festa do interior.  
O Som Brasil vai ao ar hoje, à 1h (porque hoje começa o horário de verão e, por conta disso, deve-se adiantar o relógio em uma hora) e será reprisado amanhã, às 19h, no Viva


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Repeteco: Felicidade

Composta por Kiko e Orlando Morais, a música foi lançada pelo grupo Roupa Nova no LP Ao Vivo, de 1991, e no mesmo ano foi o tema de abertura da novela Felicidade, que está sendo reprisada pelo Canal Viva desde setembro, no lugar da novela Top Model

Clipe de Me deixas louca será lançado daqui a pouco


Primeiro single de Redescobrir, o mais novo CD de Maria Rita, cujo repertório consiste de músicas consagradas na voz de Elis Regina, a música Me deixas louca ganhou um clipe que será lançado daqui a pouco (às 15h, Horário de Brasília) na Vevo. Além disso, o single também já está disponível para compra pelo itunes. 
Apesar de já poderem ser adquiridos por meio da pré venda em alguns sites, o CD e o DVD Redescobrir só serão lançados oficialmente no dia 6 de novembro.

Confira o clipe aqui

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Dica de Quinta: Asa Morena


Composta por Zé Caradípia, a música é até hoje uma das mais conhecidas da carreira de Zizi Possi, que a gravou em 1982 num LP que também se chamava Asa Morena.  

Coluna Anos Dourados: TV Colosso


Interpretada pelas Paquitas da Xuxa, a música Eu não largo o osso foi o tema de abertura de um dos melhores programas infantis exibidos na década de 1990: TV Colosso. O programa, que contava com uma emissora de TV cujos funcionários eram todos cachorros foi ao ar nas manhãs da Rede Globo de 1993 até 1997.


terça-feira, 16 de outubro de 2012

Novo DVD de Maria Rita já está disponível em pré-venda


Uma boa notícia para os bacanudos de plantão: O mais novo DVD de Maria Rita, Redescobrir, já pode ser comprado na pré-venda da Livraria da Folha.
Com lançamento previsto para o dia 6 de novembro, Redescobrir conta com as músicas do repertório apresentado no Show Viva Elis, projeto no qual Maria Rita interpretou grandes sucessos da carreira de sua mãe, Elis Regina. O DVD custa R$ 39,90.

Vi no Grupo Maria Rita, lá no Facebook.

Música no Cinema: (I’ve had) The time of my life



Composta por Frank Previte, John DeNicola e Donald Markowitz, a música, interpretada por Bill Medley e Jennifer Warnes, foi escolhida para fazer parte da trilha sonora do filme Dirty Dancing – Ritmo Quente, considerado um dos musicais mais famosos da década de 1980.
Lançado em 1987, embora o filme que teve Jennifer Grey e Patrick Swayze como protagonistas parecesse um musical, na verdade ele era um romance com todos os clichês bem característicos de Hollywood, como amores impossíveis, obstáculos (no caso a protagonista aprender a dançar com um cara de quem inicialmente não gosta), mal-entendidos, etc.
Apesar de ter uma trama principal bem fraca, Dirty Dancing conseguiu entrar para a lista de filmes que o público não esquece por conta dos números musicais, em especial este: I’ve had the time of my life. Essa foi a música de encerramento do filme, que embalou a antológica cena em que Baby e Jhonny apresentaram o número de dança que ensaiaram praticamente o filme inteiro.
A música, inclusive, rendeu um Globo de Ouro na categoria de melhor canção original, um Oscar e também uma indicação ao Grammy na categoria de melhor canção escrita para cinema ou televisão. 







Na Minha Estante: Os dedinhos



A música de hoje foi um dos maiores sucessos infantis da década de 1990. Principal sucesso da carreira de cantora de Eliana (atualmente ela é apresentadora do SBT), a música fez parte do primeiro CD dela, lançado em 1993, que também se chamava Os dedinhos.
Eliana já declarou em algumas entrevistas que o motivo pelo qual ela gravou a música foi por conta do cenário de seu programa Festolândia, pois ela só aparecia da cintura para cima e precisava de uma música que tivesse uma coreografia que pudesse ser feita sentada. Os dedinhos fez tanto sucesso que foi uma das poucas músicas infantis a tocar no rádio.   



*O clipe aparece a partir de 01:38 de vídeo

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Semana Tim Maia: Vale Tudo


A última música da Semana Tim Maia é um dos seus maiores sucessos da carreira do cantor. Curiosamente, essa música não foi lançada por ele, e sim por Sandra de Sá, que já foi chamada pela imprensa de “Tim Maia de saias”.
Composta por Tim Maia, Vale Tudo foi lançada por Sandra de Sá em 1983 no terceiro álbum da cantora, que também se chamava Vale Tudo. Somente quase 10 anos depois da gravação de Sandra de Sá, em 1992, Tim Maia gravou a música no álbum Tim Maia ao vivo


Semana Tim Maia: Você


Composta por Tim Maia, essa, que é uma das músicas mais famosas do cantor e compositor carioca fez parte do LP Tim Maia, de 1971, no qual foi lançado outro grande sucesso do “gordinho mais simpático do Brasil”, Não quero dinheiro (só quero amar).  

Semana Tim Maia: Azul da cor do mar

Composta pelo próprio Tim Maia, a música, que é uma das composições mais românticas que ele compôs, fez parte do LP Tim Maia, de 1970, e já foi regravada várias vezes nesses mais de 40 anos do lançamento da canção.


Revivendo a Trilha: Trevo de quatro folhas


Composta por Nelson Cavaquinho e Irani Barros e interpretada por Fernanda Takai, a música fez parte do repertório do CD Luz Negra, que foi lançado pela cantora em 2009.
Em 2008, a música esteve na trilha sonora da novela Ciranda de Pedra, como tema da personagem Elzinha, interpretada por Leandra Leal.


domingo, 14 de outubro de 2012

Momento Globo de Ouro: Fatamorgana


A música, que fez parte do repertório do LP A fada dos meus fados, lançado em 1988 pelo cantor português Roberto Leal, foi um dos maiores sucessos não só do final da década de 1980 como também da carreira do cantor.

sábado, 13 de outubro de 2012

Viva reprisa de novo o Som Brasil em homenagem a Renato Russo

Som Brasil - Zélia Duncan  (Foto: CEDOC/ TV GLOBO)
Apresentado por Camila Pitanga, o programa em homenagem ao fundador da banda Legião Urbana, Renato Russo, foi exibido originalmente em 25 de setembro de 2009.
Entre as canções apresentadas no programa estão as mais famosas do cantor e compositor carioca, como Tempo Perdido, Eduardo e Mônica, Que país é esse?, Índios, Quase sem querer, Pais e Filhos e várias outras músicas que continuam encantando gerações mesmo depois da morte de Renato Russo, em 1996.
E para interpretar alguns clássicos da banda (e da música brasileira, é claro) Leila Pinheiro, Zélia Duncan, Mop Top e Jay Vaquer irão ao palco do Som Brasil relembrar músicas que fizeram Renato Russo e sua Legião Urbana entrarem para a história do Rock Brasileiro.
O Som Brasil em homenagem a Renato Russo vai ao ar hoje, à meia-noite, e será reprisado amanhã, às 19h, no Viva.

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Repeteco: Boa noite vizinhança


A semana das crianças aqui do blog seria no mínimo incompleta se não contasse com pelo menos uma música do elenco do melhor programa de todos os tempos (fã é assim mesmo rs).
Agora falando sério, não há como falar de programas, cantores e novelas que marcaram a infância de muita gente sem se lembrar de uma turma que entra na casa das pessoas há mais de 40 anos e que as faz rir das piadas mesmo depois de anos de reprises.
Durante esses quase 28 anos de exibição pelo SBT, esse programa trouxe (e continua trazendo) ao povo brasileiro a pureza, o amor e a magia de ser criança: Chaves. E conseguiu fazer tudo isso de maneira decente, sem nenhum tipo de apelação e baixaria como vemos tanto na televisão hoje em dia.
E para encerrar a semana das crianças com uma música que transmitisse exatamente a pureza da infância e também das amizades que construímos dessa época (com pessoas ou até mesmo com personagens como os da turma do Chaves), eu escolhi uma das canções mais bonitas do seriado, Boa noite vizinhança.
Com o nome original de Buenas Noches Vecindad, ela foi interpretada por toda a turma do Chaves durante a 3ª parte do episódio Os farofeiros (mais conhecido como Vamos todos a Acapulco), exibido em 1978.
Embora nunca tenha sido comprovado, muitos afirmam que esse foi o último episódio em que todo o elenco original se reuniu e que a música foi uma despedida de Carlos Villagran, intérprete do Quico, uma vez que o personagem não voltou ao seriado nas temporadas seguintes.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Dica de Quinta: É de Chocolate


Composta por Michael Sullivan e Paulo Massadas, esse foi o primeiro sucesso da dupla mirim Luciano Nassyn e Patrícia Marx (que mais tarde fariam parte do famoso grupo Trem da Alegria) em 1984, quando ambos apresentavam o programa Clube da Criança ao lado de Xuxa. A música fez parte do primeiro e único LP do programa da Rede Bandeirantes, Clube da Criança.
Por conta do grande sucesso que fez, É de Chocolate ganhou algumas regravações, sendo que as que ficaram mais famosas foram as de Xuxa, que a lançou em seu álbum Sexto Sentido, de 1994, e a da mexicana Maria Antonieta de las Nieves, a eterna Chiquinha (Chilindrina) do seriado Chaves (cujo título é Es de Chocolate). 

As três versões mais conhecidas dessa linda música estão nos vídeos abaixo:






quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Coluna Anos Dourados: Superfantástico


Essa música não foi trilha de minissérie nem de seriado, mas sim de um dos melhores programas infantis da televisão brasileira (que infelizmente não tive a oportunidade de assistir porque ainda nem sonhava em nascer): Balão Mágico.
Lançada no LP A Turma do Balão Mágico, que na época tinha apenas Simony, Tobe e Mike como integrantes, de 1982, essa música (que contava com a participação de Djavan) é uma das mais lembradas quando se fala nesse programa, que acabou em 1986 e foi responsável por tornar Simony e Jair Oliveira (na época conhecido como Jairzinho) conhecidos pelo Brasil inteiro.




terça-feira, 9 de outubro de 2012

Na Minha Estante: Aquarela



Famosa no país inteiro e um sucesso entre as mais diferentes gerações, a música de hoje é praticamente o símbolo da infância. Composta por Toquinho em 1982, essa canção foi feita em parceria com o músico italiano Maurizio Fabrizio, sendo a versão brasileira de Acquarello, composta por eles em italiano. 




segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Semana Tim Maia: O descobridor dos sete mares


Composta por Michel e Gilson Mendonça, a música foi lançada por Tim Maia no LP O descobridor dos sete mares, de 1983, tornando-se um dos maiores sucessos da carreira do cantor.

Revivendo a Trilha: Era Uma Vez

Para continuar a homenagem ao Dia das Crianças, nada melhor do que relembrar um clássico da infância de muita gente (inclusive da minha): Sandy & Júnior. Composta por Álvaro Socci e Cláudio Matta, a música foi lançada inicialmente em 1997, como faixa bônus do sétimo CD da dupla pré adolescente, Sonho Azul. Nessa faixa, Era Uma Vez contava com a participação de Toquinho.
No ano seguinte, a música foi tema de abertura da novela Era Uma Vez e, além disso, Sandy & Júnior lançaram mais um CD que não só trazia a música como também era o título do álbum: Era uma vez... Sandy & Júnior ao vivo.  



domingo, 7 de outubro de 2012

Crítica da Semana: Empreguetes para sempre? Acho que não



No dia 28 de setembro, foi ao ar o último capítulo da novela Cheias de Charme, cujas protagonistas se tornaram ricas e super famosas depois que um vídeo delas cantando caiu na internet. Aliás, essa foi a primeira novela da Globo a investir pesado na internet, pois ao longo de sua exibição, foram lançados vários vídeos da banda fictícia na internet (e eles foram bem acessados), fez bastante marketing da novela levando as Empreguetes (e as vezes os personagens Chayene, Fabian e algumas das outras “patroetes”) a praticamente todos os programas da Rede Globo e também comercializou cerca de 35 produtos, entre os quais de destacam CDs, esmaltes, batons e até mesmo um livro.  
Apesar de ser apenas uma novela, a situação vivida pelas personagens já aconteceu algumas vezes na vida real, gerando algumas celebridades instantâneas como a “Luiza do Canadá” e o trio do “Para Nossa Alegria”.
Embora seja apenas mais um produto da teledramaturgia brasileira, essa nova realidade das novelas e também das celebridades lançadas pela internet já pode começar a ser motivo de preocupação. Esse sinal de alerta se deve ao fato de que enquanto hits, memes e personagens de novela ganham grande exposição mídia, chegando ao ponto de estampar a primeira página do site da Folha de S. Paulo, muitos cantores passam anos tentando um lugar ao sol e nunca conseguem o reconhecimento que mereciam exatamente porque ninguém investe neles.
Além da falta de investimento em novos cantores (porque, sinceramente, transmitir o Som Brasil quase às 2 da manhã de sexta-feira não é exatamente a melhor forma de apresentar novas vozes da música brasileira ao público), outro problema será que agora, com o final de Cheias de Charme, as Empreguetes, que durante a trama ganharam site e até vídeos de famosos pedindo para que elas voltassem, vão terminar, uma vez que Taís Araújo, Isabelle Drummond e Leandra Leal são atrizes, e não cantoras.
Sendo assim, todo esse marketing em torno das Empreguetes terá sido em vão, uma vez que a novela acabou, o grupo também acabou e a audiência nem foi tão arrebatadora assim. Por esse motivo, em vez de investir num grupo que acabaria junto com o término de uma novela, teria sido muito mais produtivo se a toda poderosa Rede Globo resolvesse destinar pelo menos um pouco desse marketing todo a novos cantores ou então arrumasse horários melhores para bons programas como o Som Brasil, The Voice e trouxesse de volta o docudrama Por Toda Minha Vida, que pode até não apresentar novos talentos, mas é importante para que o público conheça grandes figuras da nossa música. Não só a MPB como a música brasileira em geral iria agradecer se tudo isso acontecesse.  

Momento Globo de Ouro: Pego no martelo


Para começar a Semana das Crianças aqui no blog, escolhi a música Pego no martelo, que foi um grande sucesso na segunda metade da década de 1980.
Versão brasileira da italiana Datemi un martello, de Rita Pavone, a música, que desta vez era interpretada pela cantora Gabriela, esteve várias vezes nas melhores posições do programa Globo de Ouro entre os anos de 1987 e 1988.

Outubro no Vitrine MPB


  • Semana das Crianças
No mês das crianças, o blog vai dedicar uma semana somente a músicas que marcaram a infância de muita gente (e que inclusive são bem conhecidas até hoje). Entretanto, como a Semana Tim Maia ficou incompleta por conta de provas e trabalhos da faculdade que tive de fazer (faltam 4 posts, que irei publicar o mais breve possível) e nesse mês ainda teremos outra semana dedicada a um cantor, a Semana das crianças será diferente: Em vez de fazer posts separados como fiz em todas as outras “semanas especiais”aqui do blog, os posts que relembrarão grandes sucessos da música infantil serão feitos nas colunas fixas daqui do blog (Momento Globo de Ouro, Revivendo a Trilha, Na Minha Estante, Coluna Anos Dourados, Dica de Quinta e Repeteco)

  • Jornalismo Online
A segunda matéria que fiz para essa disciplina, que fala sobre o programa O maior brasileiro de todos os tempos, pode ser conferida aqui

  • Semana Milton Nascimento
Neste mês, o eterno Bituca completa 70 anos, e por conta disso publicarei grandes sucessos da carreira dele em 7 posts, assim como fiz com outros artistas. Além disso, o Perfil deste mês também será dedicado a ele.

  • Atraso de Posts das colunas Repeteco e Crítica da Semana
Por conta das várias provas e trabalhos que tive de fazer nas últimas semanas, acabei deixando de postar essas colunas várias vezes por cansado, falta de tempo
ou os dois juntos. Para garantir que essas duas colunas não acabem desaparecendo de vez, tentarei publicá-las mesmo que não seja no dia certo e, quando der, tentarei postar mais de uma vez por semana, a fim de diminuir o atraso. 

sábado, 6 de outubro de 2012

Viva reprisa Som Brasil que homenageou Alceu Valença


Alceu Valença é homenageado no 'Som Brasil' (Foto: Rafael França / TV Globo)Exibido originalmente em 28 de agosto de 2009, o programa contou com a presença de Giana Viscardi, Daúde, Khrystal e do próprio homenageado para relembrar grandes sucessos de sua carreira.
Entre as músicas famosas de Alceu Valença que serão interpretadas no Som Brasil estão Estação da Luz, Coração BoboAnunciação, Morena Tropicana e La belle de jour.
O Som Brasil em homenagem a Alceu Valença vai ao ar hoje, à meia-noite e será reprisado amanhã, às 19h, no Viva.